sexta-feira, 2 de julho de 2010



A primeira coisa que você deve saber é que a Europa é um dos destinos turísticos mais seguros do mundo. Nada do que você ouça ou veja na TV pode fazê-lo adiar a viagem dos sonhos ou deixar de conhecer as fontes de Roma iluminadas.

Por isso, tudo que aparecer aqui poderia ser substituído por uma frase muito simples: esteja sempre atento e procure não andar sozinho.

Onde é perigoso

Todo lugar escuro e deserto é potencialmente perigoso, esteja você onde estiver. Cada país possui suas cidades mais ou menos perigosas e cada cidade possui seus bairros mais ou menos frequentados.

Passeando por uma semana em Londres você dificilmente conhecerá qualquer um deles: os lugares que aparecem nos guias costumam estar repletos de turistas, policiais e ainda tem os olhos da mídia constantemente voltados para lá.

Por outro lado, você pode passar uma semana em Londres hospedado na quitinete de seu primo imigrante em Brixton, onde provavelmente o perigo será maior.

Tipos de crime mais comuns

Verdade seja dita, qualquer um pode ser roubado, furtado, sequestrado… Acontece que essas coisas complicadas raramente acontecem e quando rola a gente percebe facilmente o erro da vítima.

O que aconteceu em “Busca Implacável”, com Liam Neeson, não irá acontecer com você – mas vale frisar: se um homem bonito, jovem e sedutor tentar dividir um táxi, recuse.

Enfim, sobram então roubos e furtos. Roubo é quando o sujeito passa por você e arranca sua bolsa. Em um lugar badalado isso dificilmente irá acontecer. Na Europa é mais provável que você seja furtado, para que no momento que perceba o bandido já esteja suficientemente longe.

ficadica

Em lugares muito cheios onde as pessoas se esbarram, a probabilidade dos esbarrões serem propositais é grande. Sempre que alguém te der um encontrão, confira os bolsos.

Sempre que houver um pequeno tumulto causado por alguém menos esperto em uma parada de metrô, cuidado, também pode ser proposital. É difícil continuar atento em tudo que acontece quando você sabe que deve descer naquela parada. Essa é a hora ideal para bandidos que trabalham em duplas.

Cuidado com crianças ciganas em bando. Duas coisas costumam acontecer aqui: ou elas começam a te roubar descaradamente na frente de quem for que seja ou te distrairão com um cartaz com dizeres em inglês.

Atenção redobrada com mulheres ciganas carregando “crianças” no colo (principalmente no auge do verão). Em lugar algum pessoas desconhecidas encostam ao conversar. Por isso, afaste-se sem pudor se uma pessoa suja e cheia de intimidades começar a tocá-lo.

Cuidado caso seja sujo de sorvete. Nunca permita que alguém limpe o sorvete que provavelmente foi derrubado de propósito.

Lembre-se: os bolsos de trás nunca devem ser usados, principalmente pelos homens. Carteira, máquina e celular sempre nos dois bolsos da frente.

Lugar de passaporte é trancado no hotel. Tenha consigo cópias coloridas das páginas principais.

Nunca faça cara de turista: ande com determinação, não transpire insegurança.

Conheça e perceba o lugar onde você está. Veja bem as pessoas próximas e sinta o clima: o lugar é agradável? Caso contrário, afaste-se.

Se você percebeu alguém olhando ou caminhando em sua direção, devolva o olhar ao invés de abaixar a cabeça. Estudos comprovam que homens tendem a corresponder o olhar enquanto mulheres curvam-se, fazendo delas vítimas mais prováveis.

Misture-se. Vista-se sem a pretensão de ser o centro das atenções.

Deixe o hotel com a carteira em um bolso e algum trocado em outro. Caso você seja roubado, nada mais seguro do que ter dinheiro de resguardo.

Em caixas 24 horas, toda atenção é pouco. Olhe para os lados e saiba quem está próximo a você no momento do saque. Caso reconheça alguém metros à frente, chame a polícia.

Com relação a prostitutas, pedintes, ciganas e homens que oferecem drogas: não dê atenção. Murmure um “não” e siga seu caminho. Não olhe para trás e não puxe assunto. Lembre-se: abandone a postura de turista.

E uma última, porém não menos importante: é natural por as mãos no bolso sempre que lemos um aviso alertando para a presença de trombadinhas. Cuidado, essa é a forma mais fácil de saberem onde está sua carteira. Se precisar checar os bolsos, faça com discrição à medida que você se afasta.

Mas se infelizmente você for roubado, vá à polícia e preste queixa. Eles provavelmente irão conseguir alguém que fale inglês ou espanhol. Relate o caso e dê a maior quantidade possível de detalhes, principalmente com relação ao lugar e a hora que aconteceu o crime. Se você viu o bandido, melhor ainda – mas nunca tente fazer justiça com as próprias mãos: lembre-se que eles vivem e tem amigos em um lugar que você está a passeio.
Créditos texto: www.rodei.com.br

2 comentários:

Um sonho a dois disse...

Boas dicas, Carol.Obrigada.Bjs...

Casado disse...

Muito pertinentes seu blog e este post. A diferença em relação ao Brasil é que ninguém vai assaltar ninguém munido de armas de uso exclusivo do exército.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...